domingo, 21 de julho de 2013

Shhhh....

21.7.13


Tinha eu cerca de dezoito anos deram-me um conselho. Não sei se foi um bom conselho. Segui-o.
Disseram-me que se fosse esperta, jamais revelaria os meus medos. Ou os meus segredos. Toda a gente tem um segredo qualquer. Um medo. 
Anos a fio guardei o meu segredo. Era fácil. Indolor.
Quando guardamos os segredos e os medos, somos fortes. Podem rodear-nos, preparar armadilhas, mas se não souberem o nosso ponto fraco, somos inatingíveis. Fincamos os pés no chão, a areia foge, mas o castelo foi construído num outro patamar.
Por vezes a pessoa mais improvável olha e estamos nus. Desprovidos de coberturas. O segredo foge. Somos fracos. E não faz mal ser-se fraco num ou noutro dia. 
Mas dói.

3 comentários:

  1. E isso também significa que estás VIVA e pronta para MAIS... MAIS... MUITO MAIS!!!!*

    ResponderEliminar
  2. Pois dói, mas torna-nos mais fortes.

    ResponderEliminar