quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Afinal de contas, o que é a minha cara?

26.2.15
Quem me conhece bem, sabe do que gosto. É claro, algumas pessoas só acham que sabem do que gosto. Das cores que gosto. Da confusão e barulho que gosto.
Não conheço muitos homens que saibam comprar tecidos. Na realidade acho que só conheço um. E na semana passada, Ele e Ela apareceram no Hotel Madrid. 
A questão é: quando me oferecem tecidos, gosto de fazer com eles algo para mim. 
E o que fazer com os tecidos que assim todos juntos, eram sem dúvida, EU?
Esta semana tem sido uma estranha semana. Em que me senti obrigada a afastar uns passos para trás e olhar-me. Olhar o que tenho de fazer amanhã e depois, quando o Sol vier! 
Não pensei muito, fui estendendo os tecidos e sem medir, cortei. Costurei. Depois pensei, é uma saia, vou colocar-lhe uma barra e uma fita galão para fazer ainda mais barulho. 
Hmmm! Elásticos. 
Aqui não a conseguem ver como é num todo. 
Mas é a minha cara! Seja lá o que isso for, sou EU! 
Mal posso esperar que os dias melhores cheguem para lhe dar uso! 
E Carlos, prometo uma foto de jeito, logo que alguém me possa tirar uma. 
Selfies Don't always do it!

E vocês? Gostam?

2 comentários:

  1. Adorei!
    Uma saia estilo patchwork,parece-me...
    Keep going!
    Rosa Branco

    ResponderEliminar