sábado, 27 de maio de 2017

Saying thank you

27.5.17

Ha muitos anos atrás alguém me mostrou um livro que foi dedicado a um tio meu que já faleceu. Contava parte da sua historia. Quando vi aquilo, e, sendo que o meu tio era um homem simples, um homem do mar, achei tão bonito. Nunca esqueci.
Quando escrevi o meu primeiro livro, que não tem claro o peso dum romance, dediquei-o ao Filipe e à Luisa, duas pessoas muito especiais para mim. Tive também cuidado de não esquecer ninguem nos agradecimentos, tarefa impossivel.
Estou neste lugar outra vez. Este livro tambem foi dedicado a alguem de quem gosto muito e que sem querer me ajudou muito. E os agradecimentos são uma longa lista.
Eu sei que fui eu que escrevi e blábláblá. Tambem sei, que nunca devemos deixar de agradecer às pessoas, por nos terem dedicado o seu tempo, sem terem nada em troca.
Sempre que abro um livro são os nomes que eu procuro, os nomes que de alguma forma foram importalizados. Estou a ser dramatica, esta semana tem sido dificil, o meu pai, que tambem foi mencionado nesse livro, faleceu na semana do meu aniversario, ha muitos anos atras.
Espero que numa escala de não romance, esses nomes que ficarão para sempre (ou enquanto haja papel) nas prateleiras das livrarias e das casas, saibam, o quão importantes são para mim.
Agora vou ler mais uma vez, só para ter a certeza.

2 comentários:

  1. Conhecemo-nos nesse ano que o teu pai foi... Fazias 40, acho eu, e levaste um delicioso crumble de morangos para Santarém...

    ResponderEliminar
  2. Querida Zelia, gostaria de seu e-mail pessoal para trocar uma ideia sobre a receita "Camisola raglan para bebé", do seu livro TERAPIA DO TRICO. Muito obrigada, um abraço, Sabrina. (Obs.: meu e-mail é smarsigli@hotmail.com )

    ResponderEliminar